Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Querias, querias!

por Miguel Bastos, em 29.01.20

- Vai, mas é, dar uma volta ao bilhar grande!
- Vai tu!
- Toma, incha!
- Quem diz é quem é!
- Quem mais jura é quem mais mente!
- Enganei-te, papas com azeite!
- Querias, querias batatas com enguias!
O debate político rejuvenesceu. Está num novo ciclo: o primeiro ciclo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Memória recente

por Miguel Bastos, em 21.01.20

governo sombra.jpg

"Acha que Isabel dos Santos pode vir a ser candidata à presidência de Angola?" / "Quem é que vai ganhar a liderança do PSD?" / "Joacine Katar Moreira tem condições para continuar no partido Livre?"

Ontem, estiver a ver o "Governo Sombra". Eu sei que mudaram para a SIC. Mas, por momentos, parecia que estava a ver a RTP Memória.
(Foto Tiago Miranda)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Balcãs

por Miguel Bastos, em 09.01.20

Eleições no PSD. Curioso: num partido balcanizado, um dos candidatos é Montenegro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Romper o CDS

por Miguel Bastos, em 27.12.19

safe_image.jpg

"Abel Matos Santos quer “romper” com os últimos 25 anos do CDS", escreve, hoje, o jornal Público. Abel Matos Santos é candidato à liderança do partido que, há 25 anos, rompeu com o CDS de Freitas do Amaral. Nessa altura, Lucas Pires já tinha rompido com o CDS e o Partido Popular Europeu já tinha rompido com o CDS, expulsando-o da família europeia de centro-direita. Há 25 anos, o CDS tinha acrescentado o sufixo "PP", que muitos associavam a Paulo Portas. O jornalista-ideólogo apoiava a ruptura de Manuel Monteiro, mas, depois, rompeu com Monteiro num congresso, em Braga. De seguida, Manuel Monteiro rompeu com o CDS, para fundar um novo partido. Foram muitas rupturas, para um partido conservador que Abel Matos Santos quer voltar a “romper”. Já agora, Abel Matos Santos é porta-voz da Tendência Esperança em Movimento. Pelo vistos, o Movimento quer regressar a 1994.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Discutir programas

por Miguel Bastos, em 30.10.19

costa governo.jpg

Dois dias para debater o programa do governo não é demais. Afinal, este é o país onde se discutiu, semanas a fio, o programa da Cristina. Já agora, reparem que alguns dos protagonistas são comuns. [Foto: Tiago Petinga - Lusa]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dizer Chega

por Miguel Bastos, em 10.10.19

montenegro.jpg

Luís Montenegro foi à SIC defender que "é preciso dizer Chega", que "é preciso dizer Basta"! Terá escolhido as palavras à ventura ou foi de propósito?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Unidade

por Miguel Bastos, em 08.10.19

Cavaco Silva está triste com o resultado do PSD. Cavaco Silva diz que Maria Luís Albuquerque é "uma das mulheres com maior capacidade de intervenção" que conheceu. Cavaco Silva considera que é preciso "reconstruir a unidade do partido". Luís Montenegro só deverá falar sobre a "unidade do partido", na quinta ou sexta-feira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coligação

por Miguel Bastos, em 08.10.19

Quem quer coligar com a Carochinha, que é tão rica e bonitinha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Reflexão

por Miguel Bastos, em 07.10.19

antonio costa.jpg

Confesso, ando confuso. No sábado, achava que o dia de reflexão não fazia sentido. No domingo, achei que hoje é que devia ser o dia de reflexão. Hoje, quero refletir mas não consigo.

[Foto: Mário Cruz - Lusa]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Freitas do Amaral

por Miguel Bastos, em 03.10.19

Escrevi este texto, em 2017, por altura da morte de Mário Soares. Achei que fazia sentido voltar a este texto, no dia da morte de Freitas do Amaral.

soares freitas.jpg

Foi uma grande campanha eleitoral: Soares contra Freitas, nas Presidenciais de 1986. Freitas fez uma campanha à americana: jovem, moderna, com um slogan irresistível, com a sua mulher bonita ao lado. A malta do liceu andava muito excitada com o Freitas. Eu também estava fascinado, com o antigo líder do CDS. Os cartazes, os autocolantes, as bandeiras. "Prá frente portugal?", claro que sim!

Mas, depois, a minha irmã chegou a casa, toda "Soares é Fixe!", com uns autocolantes que faziam lembrar o "Nuclear não, obrigado!", e o meu coração vacilou. Eu achava que o "bochechas" estava velho. Mas a minha irmã dizia que não, que o outro era mais novo mas tinha ideias velhas. Freitas, dizia ela, era um reaccionário de direita e só os fascistas é que gostavam dele. Além do slogan, a música de apoio a Soares do Rui Veloso também era fixe, e o MASP (Movimento de Apoio Soares à Presidência) crescia de dia para dia, com o apoio de gente fixe. Depois, os comunistas taparam a cara de Soares; Soares ganhou; Freitas perdeu mais do que seria admissível e a política foi ficando mais tecnocrática e cinzenta. Cavaco teve culpas no cartório. Soares, o rei-republicano, também. E nunca mais houve uma campanha, como a de 1986.

Mas, sim, Soares foi (mesmo) fixe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D