Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sapatos vermelhos

por Miguel Bastos, em 21.10.20

redshoes.jpg

A Redshoes cá de casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Stendhal

por Miguel Bastos, em 12.10.20

stendhal estendal.jpg

Está um dia tão soalheiro, que resolvi pôr uma roupa no Stendhal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ModaLisboa

por Miguel Bastos, em 07.10.20

"Haverá um tempo para maquilhagem, cabelos e compras?", pergunta-se na canção dos Passengers (U2, Brian Eno, Luciano Pavarotti). A Canção "Miss Sarajevo" foi escrita numa altura em que Sarajevo estava a ferro e fogo, estilhaçada pelo ódio e pelo ressentimento. Sob uma chuva de balas e bombas, realizou-se, em Sarajevo, um concurso de misses. Foi este o ponto de partida para a canção. Um absurdo? Talvez. Na altura, lembrei-me dos filmes da Segunda Guerra, em que as senhoras picavam os dedos para fazerem sangue, que depois usavam como "blush", para dar cor ao rosto; ou pintavam um risco nas pernas para simular "collants". Frivolidade? Talvez. Mas, sobretudo, sobrevivência. Uma boa aparência poderia dar acesso a melhor trabalho, melhor alimentação, a melhor alojamento ou, apenas, a permanecer vivo.

Hoje, em tempo de pandemia, haverá modelos a desfilar na ModaLisboa. Vai-se espalhar beleza, porque é preciso: sobreviver, claro; mas, sobretudo, viver. E agora, com a vossa licença, vou retocar o "eyeliner".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dançar o tango

por Miguel Bastos, em 29.09.20

Um tango argentino, de Piazzolla; na voz de uma jamaicana, modelo em Paris e cantora em Nova Iorque. Diz que são precisos dois, para dançar Libertango. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Palmeiras

por Miguel Bastos, em 01.09.20

Olá malta "hipster", "trendy" e coiso e tal. Não se iludam: essas camisas de bimbo - com palmeiras, folhas e frutas de todas as cores - que andam a usar, não são "fashion". São mesmo de bimbo. Têm todo o direito a brincar aos telediscos dos Modern Talking e do José Malhoa. Admito, até, que possa ser divertido. Mas é só isso. Não é "cool". E agora, devolvam lá as camisas aos vossos tios e vamos fingir que isto não aconteceu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Livros

por Miguel Bastos, em 23.04.20

clutch.jpg

Pessoas dos livros: leiam moda, que é mais giro. (Roubado ao Hugo van der Ding, no Dia Mundial do Livro).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na manifestação

por Miguel Bastos, em 24.11.17

manif.jpg

A manifestação vai no adro. Um homem, ainda jovem, destaca-se na multidão. Grita palavras de ordem. Ergue o punho, furiosamente. Coluna direita, ombros largos, peito para fora, braços e pernas arqueadas. A cabeça é rapada. A passada firme. Parece que marcha, nas suas botas de estilo militar. Veste de preto: calças justas, camisa, suspensórios, casaco tipo bomber.

 

O jovem de cabeça rapada e pose militar, sai do núcleo da manifestação e começa a distribuir panfletos: consigo ler, de soslaio, as palavras “luta", "apartidário", "movimento", "organização." Aborda um rapaz, perto de mim. Terá uns 13, 14 anos. Pergunta-lhe a idade. Aperta-lhe o braço. Fala-lhe da causa e da luta. Estranho o tom de voz. Não é marcial. Estende-me um panfleto. Preparo-me para o rejeitar. Olho para a mensagem, estupefacto. Fala da defesa da igualdade racial e de género. Da rejeição da violência e da descriminação. Da protecção dos animais. Guardei o papel no bolso. Tirei-o agora.

 

Não se deve julgar o livro pela capa. Eu sei. Mas, também, não se deve escolher uma capa aleatoriamente. Acho eu. Ou achava...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Zumba na Caneca

por Miguel Bastos, em 23.06.15

tonicha zumba.jpg

O meu filho teve uma aula de Zumba. “E gostaste”, perguntei. “Não”, respondeu, “a música era muito pimba”. O meu filho tem seis anos.

 

Andam-nos a vender a Zumba há dois ou três anos. A dança começou nos anos 90, a moda chegou a Portugal há pouco tempo. Já li artigos sobre o assunto. Já assisti a pequenas demonstrações. Eu, que gosto de música latina e de exercício físico, não achei grande graça à Zumba. Pareceu-me uma mistura de aula de ginástica e lambada.

 

E, no entanto, toda a gente parece muito entusiasmada. Gente que (sim senhor!) está na moda e é elegante e faz running. E faz Zumba, com roupas de marca que se usam no “fitness”, no “step” e no “body balance”.

 

Ao ler que mais de 15 milhões de pessoas fazem Zumba regularmente; ou que o mundo se rendeu à Zumba; encolho-me e penso “Se calhar, eu é que estou errado”. Mas, felizmente, existem as crianças. Elas dizem sempre o que pensam:

                                     “E gostaste?”

                                     “Não, a música era muito pimpa.”

 

Há uns anos, havia o “Zumba na Caneca”. Dizia-se que era piroso. Já não deve ser. Volta Tonicha, sentimos a tua falta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2020

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D