Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Respeito

por Miguel Bastos, em 08.03.23

"Tudo o que queres queres, meu doce, tu tens / Tudo o que precisas, filha, tu tens / A única coisa que eu te peço / É um pouco de respeito / Quando eu chego a casa". A canção de, Otis Reading, é de 1965. Fala de trabalho e do respeito por quem trabalha, mas talvez faça franzir o sobrolho quando o cantor diz à pessoa amada que é mais doce do que o mel, para lhe lembrar, logo de seguida, que que lhe dá todo o "seu" dinheiro e pede respeito "quando eu quero, quando eu preciso". Com quem então, uma canção machista?! Se não é, parece.

Otis morreu, dois anos depois. Não teve tempo para se aperceber do rumo que a canção tomou. Um furacão chamado Aretha Franklin gravou "Respect", nesse ano, e a canção tomou um sentido completamente diferente. Aretha começa por manter grande parte da letra, apenas com pequenas intervenções cirúrgicas: o "Tudo o que queres, meu doce, tu tens", passa a "eu tenho" e o "respeito" pedido/exigido Otis ora é suavizado, pelas manas Franklin no coro, com um "just a little bit/ só um bocadinho"; ora é enfantizado, por Aretha, quando soletra R-E-S-P-E-C-T e pergunta "Tenta perceber o que isso significa para mim". A partir daqui, o caldo está entornado: já em "fade" Aretha canta "Estou cansada / Pode ser que chegues a casa / E descubras que eu já me fui embora / Eu preciso de um bocadinho de respeito (só um bocadinho, só um bocadinho)".

Aretha transformou uma simples canção, num hino contra a discriminação racial e de género. RESPECT.

PS: Já agora, também nesse ano, Aretha Franklin gravou "You make me feel like a natural woman", de Carole King. Em 2015, a compositora foi homenageada no Kennedy Center e surpreendida por Aretha, no palco. Carole, em êxtase, ao lado do casal Obama. Para ver e ouvir aqui.

https://www.youtube.com/watch?v=pT4aRd-hCqQ

Vou chorar e já volto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Machista

por Miguel Bastos, em 10.10.22
 - Olá, Miguel. Desculpa estar-te a ligar!
 - Olá Mariana! Não tens de pedir desculpa. Diz-me...
 - Eu não sou a Mariana.
 - Ai, não?
 - Não.
 - Então, és a Sara. Desculpa, confundo-vos sempre ao telefone.
 - Pois, já reparei. Isso é um bocado machista da tua parte.
 - A sério?
 - É. Do género, "as gajas são todas iguais".
 - Ok. Eu confundo a voz do Luís com a do Rui. Isso faz de mim um perigoso feminista?
 - Não é a mesma coisa.
 - Claro que não. O problema é tu achares que sim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na manifestação

por Miguel Bastos, em 24.11.17

manif.jpg

A manifestação vai no adro. Um homem, ainda jovem, destaca-se na multidão. Grita palavras de ordem. Ergue o punho, furiosamente. Coluna direita, ombros largos, peito para fora, braços e pernas arqueadas. A cabeça é rapada. A passada firme. Parece que marcha, nas suas botas de estilo militar. Veste de preto: calças justas, camisa, suspensórios, casaco tipo bomber.

 

O jovem de cabeça rapada e pose militar, sai do núcleo da manifestação e começa a distribuir panfletos: consigo ler, de soslaio, as palavras “luta", "apartidário", "movimento", "organização." Aborda um rapaz, perto de mim. Terá uns 13, 14 anos. Pergunta-lhe a idade. Aperta-lhe o braço. Fala-lhe da causa e da luta. Estranho o tom de voz. Não é marcial. Estende-me um panfleto. Preparo-me para o rejeitar. Olho para a mensagem, estupefacto. Fala da defesa da igualdade racial e de género. Da rejeição da violência e da descriminação. Da protecção dos animais. Guardei o papel no bolso. Tirei-o agora.

 

Não se deve julgar o livro pela capa. Eu sei. Mas, também, não se deve escolher uma capa aleatoriamente. Acho eu. Ou achava...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2024

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D