Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um aninho!

por Miguel Bastos, em 02.03.21

corona.jpg

Ai, este menino, está tão grande! Um ano, hem? Quem diria! Parece que foi ontem que chegou, o grande maroto, que nunca mais tivemos sossego! E pôs-nos em casa, e pôs-nos de máscara, sempre ao telefone e no computador... não é, meu malandro? Tão redondinho, sai ao pai. Olhem, só, para estas bochechinhas! E em Estado de Alerta e de Emergência, raça do cachopo. Só de emergência vão 12, já viram? Depois do 12.º, vai para a Universidade, o espertalhão! Espero que sim, e que não volte para casa. Calão...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quadra popular

por Miguel Bastos, em 19.02.21

Para (mais um) fim-de-semana confinado:



Não saia do seu concelho

Que o seguro morreu de velho

Fique em casa, tenha juízo

Que a previsão é de granizo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vacina

por Miguel Bastos, em 16.12.20

injecao.jpg

"Inoculação". Já se estão a afeiçoar à palavra? Eu reconheço que "pica" é uma designação muito infantil. Mas, "injeção" não serve? "Vacina" não é suficiente? Eu não sei como é que é convosco, mas, pessoalmente, a palavra "inoculação" tira-me a pica toda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Versalhes

por Miguel Bastos, em 07.12.20

marcelo recandidato.jpg

Versalhes. Acho ridículo terem posto o nome de uma pastelaria a uma cidadezinha nos arredores de Paris. Enfim, só mesmo os franceses. Ah, já agora, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou a recandidatura a Belém.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fumeiro

por Miguel Bastos, em 16.11.20

mascara burlesca.jpg

Esta manhã, fui ao estendal buscar uma máscara. Como muita gente passou o confinamento à lareira, cheirava a fumeiro. Acho que vou passar o dia a pensar em chouriça com grelos. Pensem nisto, senhores empreendedores: podem vender máscaras com aroma a enchidos. São saborosas e não fazem mal ao colesterol. Podem, até, vender aos pares. A outra deverá ter aroma a vinho tinto. Não precisam de agradecer. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Regras e exceções

por Miguel Bastos, em 13.11.20

costa emergencia.jpg

O primeiro-ministro ficou muito surpreendido, porque os portugueses estavam mais preocupados em explorar as exceções do que em cumprir as regras. Já tinha acontecido isso, há uns anos. E, nessa altura, os romanos também ficaram surpreendidos. [Foto: Tiago Petinga/Lusa]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Night fever

por Miguel Bastos, em 08.11.20

António Costa fala à meia noite, Joe Biden à uma da manhã. Os discursos políticos são a nova Febre de Sábado à Noite. O divertimento possível, em tempos de pandemia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perder peso

por Miguel Bastos, em 02.11.20
Cabelo puxado para trás, com gel; óculos escuros, espelhados; t-shirt justa, com a marca em letras garrafais; calças abaixo da barriga, presas com um cinto brilhante; sapatos pretos, bicudos.  "Então?", diz ele, ao tirar os óculos, "Já não me conheces?" "Então, não havia de conhecer?", respondo. "Sei lá, há tempo que não nos víamos, e eu agora estou assim, mais magro". "Ah, sim?", respondo. Na verdade, nunca o tinha visto mais gordo. "É pá, a brincar a brincar, perdi uns 20 kg" responde-me ele, a ajeitar o cinto. "Que bom, parabéns". Abre os braços, a simular a envergadura, e desenha o contorno da barriga com as mãos: "Pois é, pá. Estava bem acima dos 100 kg. Mas agora estou assim". "Impecável", digo, "como é que conseguiste? Dieta?". "Não!", responde de rajada. "Ginásio?", volto a perguntar. "Ainda tentei, mas não tenho paciência." "Então?", insisto. "É pá, realmente como menos porcarias, mas acho que é de dançar muito, ao fim de semana". "E isso chega?", pergunto. "E depois, com as gajas... aquilo não é só dançar... um gajo perde mesmo peso... estás a ver?" Pisca-me o olho e dá-me um toque com o cotovelo. "Estou a ver", respondo. Mas, este ano, não o vou ver. Pelo menos, ali. Este ano, o cemitério está fechado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alerta, alerta!

por Miguel Bastos, em 01.07.20

Portugal entrou em "Estado de alerta"! O que é que isto quer dizer? Quer dizer que estamos no nível de intervenção mais baixo da Protecção Civil. Isto, na generalidade do país - porque na Área Metropolitana de Lisboa vigora o nível intermédio de "Contingência", mantendo-se o "Estado de Calamidade" em 19 freguesias desta área metropolitana. O mais grave de todos é, como sabemos, o "Estado de Emergência" - que era aquele em que não podíamos sair de casa, a não ser que pedíssemos o cão emprestado à vizinha. Portanto, da próxima vez que ouvirmos dizer "Alerta, alerta" é apenas para dizer que não se passa nada. Agora está percebido, mas custa a entender a um tipo que vem de letras e não foi à tropa. Resumindo:

- "Alerta, alerta!"

- "O que é se passa?"

- "Hum, nada de especial".

Autoria e outros dados (tags, etc)

PRAIA

por Miguel Bastos, em 05.05.20

Cerca de 30 mil portugueses foram repreendidos pela Autoridade Marítima, porque resolveram ir à praia no fim de semana. 30 mil. Confirma-se, a capacidade de mobilização da PRAIA é superior à da CGTP.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2021

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D