Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Divórcio

por Miguel Bastos, em 21.04.22

macron le pen.jpg

Estou a ver o noticiário, na televisão. Em rodapé, anuncia-se o novo filme de António Pedro Vasconcelos, sobre o tema do divórcio. Olho para ecrã. Sóbrio e elegante, um casal de meia idade senta-se, frente a frente. Discutem os problemas que os apoquentam. Separam-nos umas mesinhas, pequenas, e um mundo, imenso: as contas do gás, da eletricidade, a economia doméstica, e a russa que se meteu entre eles. "Eu sou uma mulher livre", diz ela. "Pronto, está consumada a separação", penso em voz alta. Mas, subitamente, pinta um clima. Sim, um clima. "Quem lá ver...", penso, de novo, em voz alta. "Você é uma climo-cética!", atira ele. "E você é um climo-hipócrita", responde ela. O ambiente não está nada bom. Desligo o televisor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Filme para adultos

por Miguel Bastos, em 10.02.22

"Filme para adultos". Acho graça ao eufemismo. Parece que os adultos só veem um tipo de filmes. O que, convenhamos, é uma ideia muito infantil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Morreu Lauro António

por Miguel Bastos, em 03.02.22

lauro antonio.jpg

Lauro António morreu, hoje. Tinha 79 anos. Reproduzo, de cabeça, uma entrevista que lhe fiz, há uns anos.
 
- Como deve imaginar, já me fizerem essa pergunta dezenas de vezes.
- Como deve calcular, vou-lhe fazer várias perguntas que, provavelmente, já lhe fizeram anteriormente.
- Certo. E a pergunta era...?
- Qual é que é o filme mais importantes da sua vida?
- Eu diria, talvez, o "Bambi".
- Mas sabe que já escolheu outros: "Citizen Kane", de Orson Wells; "O Leopardo", de Visconti... a sua escolha depende de quê?
- Depende do meu estado de espírito. Hoje, pode ser um filme; amanhã, pode ser outro.
- Portanto, hoje é um dia "Bambi". É um dia bom?
- Hoje, é um dia bom. Estou aqui, a falar de cinema.
 
E a responder às minhas perguntas banais, com uma enorme elegância. Obrigado, Lauro António.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É parecido

por Miguel Bastos, em 01.02.22

clooney.jpg

 - Já sei, já sei!
Vejo a educadora, a avançar para mim, a abanar o dedo indicador em riste. Mostro-me surpreendido:
- Já sabe?!  
- Sim, já sei com quem é que é parecido.
- Ah, sim?
- Nunca lhe disserem... nunca lhe disseram, que é muito parecido com o...ai!, com o...
- Com o...?
- Com aquele...  que passa na rádio...
- Na rádio?
- Sim, e na televisão... ai!, como é que ele se chama? Já sei, o Nilton.
- Como?
- Nunca lhe disseram que é parecido com o Nilton?
- Não, mas já me disseram que sou muito parecido com o George Clonney.
- Ah! - volta a oscilar o pulso, com o indicador espetado - Ah, é mesmo parecido. Até é engraçado e tudo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festas, festas

por Miguel Bastos, em 31.01.22

Boris Johnson comentou, há pouco, no parlamento, o inquérito ao "Partygate".
Eu também gosto muito de festas. Sou um pândego, um galhofeiro, um folião. Mas só em part-time. A tempo inteiro - 24 horas por dia - e em tempo de pandemia, não é para todos. Aliás, o problema é que não foi para todos. Foi, mesmo, só para alguns. Parece coisa de filme.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Holocausto

por Miguel Bastos, em 27.01.22

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto
"No filme 'A Lista de Schindler'", recorda o compositor John Williams, "há uma cena em que um violinista, judeu, entretém um grupo de oficiais nazis. Então, eu disse ao Steven 'seria bom termos um violinista' e pensei, logo, no Itzhak. Ele veio ter connosco e viu uma parte do filme, mas começou a ficar tão emocionado que disse 'eu não consigo ver mais, o melhor é começarmos a tocar'". E tocou. E, desde então, não parou de tocar. Onde quer que vá - da América do Norte, ao Extremo Oriente; do Norte da Europa à África do Sul - pedem sempre a Itzhak Perlman que toque esta peça.
Aqui, tocou-a num concerto de homenagem a John Williams, com a Orquestra Filarmónica de Los Angeles, dirigida pelo maestro Gustavo Dudamel. Aqui, ele toca-nos. Uma vez mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Álcool e gel

por Miguel Bastos, em 31.12.21

clark gable.jpg

Dois produtos que fazem parte das minhas memórias de passagem de ano: álcool e gel. Assim, em separado. Juntos, num 2 em 1, perdem a graça toda. Bom Ano!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Forte e viril

por Miguel Bastos, em 24.09.21

novo bond banho.jpg

Levanto-me cedo, tomo o pequeno-almoço e saio de bicicleta para o treino. Às 8 e meia, estou na água. Enquanto pedalo, de regresso, antecipo a forma como serei recebido: como um herói, forte e viril. Em vez disso, um pedido:
- Não queres ir direto para o chuveiro? Fazes-me lembrar o cheiro daqueles senhores franceses que não gostam de tomar banho.
- Cheiro assim tão mal?
- Trabalhei com alguns e não morri. Mas é desagradável.
Tomei um banho, revigorante, e cheguei a pegar no perfume. Mas, depois, lembrei-me que, no outro dia, o meu perfume estava à venda numa bomba de gasolina. Antecipei, mentalmente, a reação:
- Que cheiro é este? Fazes-me lembrar o senhor Rogério da oficina, com essa mistura de after-shave e óleo do motor.
Fiquei-me pelo "roll-on", nos sovacos. Já percebi, o tempo não está para heróis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sala cheia

por Miguel Bastos, em 17.09.21

24 hour.jpg

Há uma cena do filme "24 Hours Party People", em que um guitarrista está a tocar numa sala vazia. É desolador. No final, só se ouvem os aplausos do dono do clube. O dono é Tony Wilson, o proprietário da editora Factory (Joy Division, New Order, Happy Mondays). O músico, Vini Reilly, está triste, porque ninguém quer saber da sua música e lamenta não estar a ajudar ao negócio. Tony diz-lhe para não pensar nisso: ele é um génio, a música dos Durutti Column é boa, é arte, e não depende da aprovação das massas. Hoje, escrevi um pequeno texto sobre um disco maravilhoso dos Durutti Column chamado "Amigos em Portugal". Contava com uma sala vazia, mas não importava, porque a música é boa. Mas a sala ficou cheia de gente. Fique contente. Pela celebração da música. Por Vini Reilly ter Amigos em Portugal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Próxima estação...

por Miguel Bastos, em 14.09.21

Aviso: a próxima imagem pode chocar as pessoas mais sensíveis. É dedicada a toda a gente que anda doida com a reabertura de uma estação de metro, na capital do país.

maluquinha.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2022

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D