Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O vendedor de bancos

por Miguel Bastos, em 01.06.15

carlos costa bdp.jpg

 

Paulo Portas disse que “Não se muda o vendedor do Novo Banco a meio da venda”. Carlos Costa é, portanto, “o vendedor de bancos”. Parece o título de um filme, como o “O ladrão de bicicletas” ou “O encantador de cavalos”. Mas também me lembra o encantador de serpentes e o vendedor de banha da cobra.

 

Quando Portas falou no vendedor, arqueei as sobrancelhas de espanto. Não tenho as sobrancelhas do Daniel Oliveira. Mas, se as tivesse fotografado, naquela altura, davam uma boa capa de livro.

 

Para que serve o Banco de Portugal? Fui ver ao site. Para:

  • garantir a estabilidade de preços
  • salvaguardar a estabilidade do sistema financeiro português
  • manter um sistemas de pagamentos eficiente, rápido e seguro
  • emitir moeda
  • elaborar estatísticas monetárias, financeiras, cambiais e da balança de pagamentos
  • realizar estudos económicos

 

Não fala de vender bancos. Será que se esqueceram?

 

E também fala de supervisão. Uma área em que Portas acha que o Banco de Portugal... falhou. Mas isso não importa. Porque, afinal o que importa é vender o banco. Novo. Ou usado. Tanto faz.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D