Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SUVir na vida

por Miguel Bastos, em 09.04.24

O que é que aconteceu ao carro do Fernando? Um SUV: todo inchado, todo jeitoso. O Fernando também andava todo inchado, com o SUV. Bem bonito, por sinal. A arrancar dores, aos cotovelos, e espanto, às sobrancelhas. O SUV era o corolário de uma vida de trabalho e de empenho. Brinquei com ele: "Estás a SUVir na vida!" Sorriu, orgulhoso. Conheci o Fernando, andava, ele, num carrito italiano amachucado, que herdara do pai. Mais tarde, o Fernando conseguiu comprar uma carrinha, com espaço para albergar as três crianças que, entretanto, lhe foram florescendo. O Fernando deve ter tido mais carros, mas estive vários anos sem o ver e, quando o reencontrei, tinha acabado de comprar o SUV.

Pergunto ao Fernando, que passa, notícias do SUV. O Fernando, do SUV, teve um AVC. A sigla é menos jeitosa, é certo. Mas ele, aparentemente, está mais jeitoso. Dizem-lhe que está mais novo, que está mais leve, desde que deixou o SUV, pesadão, na garagem. Vejo, agora, o Fernando, a seguir caminho, rua abaixo, de mochila às costas. Também acho que nunca o tinha visto tão novo, nem tão inchado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Prova de esforço

por Miguel Bastos, em 06.02.24

- Fui ao médico e ele assustou-me.
- Então porquê?
- Tenho as análises todas avariadas. O médico não gostou do eletrocardiograma, nem do raio x, nem do raio que o parta.
- Mas o que é que diziam os exames?
- Colesterol, ácido úrico, diabetes, tensão alta, arritmia...
- Bem, não te falta nada!
- Foi o que o médico me disse.
- E o que é que ele te receitou.
- Uma data de medicamentos, exames e mais exames, e uma dieta rigorosa.
- Pois...
- Nada de fritos, nada de assados, nada de cerveja, nada de digestivos. Só me deixa beber um copo de vinho e fumar dois cigarros por dia.
- Quando é que voltas ao médico?
- Daqui a duas semanas. O médico era para me fazer uma prova de esforço...
- E não fez?
- Não e não me queria dizer porquê.
- Como assim?
- "Ah, deixe lá isso" e tal. E eu "Então, doutor, não vou fazer a prova de esforço". E o tipo "Ah, temos tempo".
- Se calhar, quer ver o resultado dos outros exames e da dieta.
- Foi o que ele me disse, mas eu voltei a insistir.
- E ele?
- Ele, depois de lhe ter perguntado mais duas ou três vezes "porquê", vira-se para mim e disse: "Ó, homem, se você faz uma prova de esforço, agora, fica-me estendido no chão, com um ataque cardíaco". Estás a ver o sacana?!
- Então, tu perguntaste, ele respondeu!
- Eh, pá, mas não precisava de dizer daquela maneira! "Fica-me estendido"?! Sacana do gajo, pá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Puro e duro

por Miguel Bastos, em 30.01.24
- Sabes o é que devíamos fazer?
- Não.
- Sexo.
- Eu sabia que vinha aí badalhoquice...
- Badalhoquice, não. Estou a falar de coisas puras. Sexo: puro e duro.
- Não, obrigado. Nunca faria sexo contigo.
Não, porquê? Tu és divorciada, eu também. Somos jovens, cheios de vida...
- Porque eu só faço sexo, quando há amor. Percebes?
- Percebo, querida. No fundo, estás com medo é do amor. Sabes que, se fizeres sexo comigo, vai haver amor. 
- Bem, tu, para além de atrevido, tens cá um ego!
- Tenho, tenho. E, então, posso-te levar para a cama?
- Não.
- E desafiar-te para um pequeno-almoço?
- Torradas com muita manteiga e café duplo?
- Sim. Vamos lá? Estás a ver como nos entendemos bem?
- Só ao pequeno-almoço!
- Já é um começo! Agora imagina, nós, a tomarmos um pequeno-almoço, depois de...
- Ai, pá, não sei como é que eu te aturo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mai frei

por Miguel Bastos, em 12.12.23
- E como é que se diz "meu amigo", em inglês?

- My friend.

- Mai frei?

- Não, avô, "my friend".

- Foi o que eu disse: "mai frei".

Sai de cena e regressa, de óculos escuros e com uma boina escocesa, que lhe trouxemos, enterrada na cabeça.

- Ei, "mai frei", acabo de chegar de Inglaterra...

- Da Escócia, avô.

- Ou isso. E estou com uma sede... ah, já não me lembro!

- De quê?

- Como é que se diz "filho da puxa", em inglês, mas bem explicado?

- Son of a b...

- Isso. E estou com uma sede "sana biche".

Rimo-nos todos, durante vários anos. "Mai frei" e "sana biche" entraram para o léxico da vida familiar. Uma vida boa, "mai frei". Já a morte (convenhamos) é um bocado "sana biche".

Autoria e outros dados (tags, etc)

No cemitério

por Miguel Bastos, em 13.04.23

 

- Já não vinha a este cemitério, há imensos anos.
- Isso é bom sinal.
- Porquê?
- Então, é sinal que não te têm morrido pessoas próximas.
- Mas eu não vinha para funerais.
- Ai não?
- Não, vinha fazer introspeção, pensar nos males do mundo e mais não sei o quê.
- Ahhh.
- Foi a minha fase gótica, estás a ver?
- Compreendo.
- A sério? Eu não.
- Não?
- Se eu,agora,visse esse adolescente, deitado num banco de pedra, armado em existencialista da treta, acho que lhe dava um par de estalos.
- Não acredito.
- Dava, dava. Romantizar o sofrimento... que estupidez! Ele vem de qualquer forma, não é preciso procurá-lo.
- Estás a falar do teu pai?
- Estou. Era um tipo cheio de vida e eu, no cemitério, a ouvir música.
- The Cure e essas coisas?
- Sim, ainda me custa ouvi-los.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Antena 2

por Miguel Bastos, em 13.12.22

antena2.jpg

A Antena 2 é uma velha amiga. Não nos vemos muitas vezes. Mas, sempre que nos reencontramos, é como se nos tivéssemos visto no dia anterior. As saudades matam-se depressa e a conversa sai-nos com facilidade. E, depois, a Antena 2 é generosa. Prepara-me uma sandes, serve-me um chá, conta-me novidades. Obrigado, querida Antena. É sempre bom voltar a ver-te, voltar a ter-te. Esta semana, posso ficar no sofá da sala?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Passado, presente, futuro

por Miguel Bastos, em 20.09.22

- Tu pensas muito no passado, não é?
- Talvez.
- Andas a perder tempo.
- Achas?
- Acho. Eu não perco tempo. Penso é muito no futuro.
- Eu também.
- A sério?
- Sim. Eu acumulo passado, para me preparar para o futuro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Trautear

por Miguel Bastos, em 07.09.22

- Sabes, não gosto muito da música da tua rádio.
- Estás no teu direito. Já agora, porquê?
- Não sei, acho que devia ser mais "traulitável".
- Quererás dizer "trauteável"?
- É a mesma coisa.
- Não, não é.
- Estás a ser picuinhas.
- Estás a ser trauliteiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Praia

por Miguel Bastos, em 29.07.22

bola.jpg

- Comé qué, amanhã?
- Praia, claro.
- De manhã?
- Só posso à tarde.
- Nós também.
- Encontramo-nos lá?
- Ya, no sítio do costume.
- Fixe, junto à bola.
- Combinado, té amanhã.
- Té amanhã!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os Sobreviventes

por Miguel Bastos, em 04.05.22

sobreviventes.jpg

50 anos, faz este disco, 50. Meio século deste disco, de uma vida. A minha. Foi o Júlio quem mo deu. Primeiro, emprestou-mo. Ouviu-o de um lado e do outro, depois do outro lado e do outro e do outro. Tem dois lados, eu sei. Quem diria. Quando achei que já o tinha ouvido de todos os lados, depositei-o nas mãos do Júlio. "Fica com ele", disse-me. "Nem pensar". "A sério", insistiu, "tu gostas mais dele, do que eu". "Até pode ser, mas é teu". "Esquece, eu gosto mais de rock". "Mas, este, até tem um bocado de rock", digo-lhe. "É, mas tem demasiado Bob Dylan. E eu sou mais Rolling Stones". Certo. Dos Rolling Stones, o Júlio passou para os Metallica e para bandas que nem gosto, nem conheço. Eu fui para outros lados, mantendo o Godinho por perto, deixando o Júlio fugir para longe. Este é um disco de viagem. De tantas viagens. Os Sobreviventes.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2024

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D