Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Medicina inglesa

por Miguel Bastos, em 05.09.20

boris.jpg

O jornal Sol está a avançar que o novo curso de medicina da Católica vai ser ministrado em inglês. Parece-me bem, até porque os ingleses precisam muito que os profissionais de saúde portugueses falem inglês. Lembram-se do agradecimento de Boris Johnson ao enfermeiro "Luís, from Portugal"? Essas coisas nunca se esquecem. Mas, já agora, convém recordar que os ingleses não são lá muito católicos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

Carlos Sousa a 05.09.2020

Será que os cursos de medicina na Alemanha também são dados em inglês?
Devia ser um caso de estudo, como é que um curso dito superior e com uma elevada especificidade é dado em inglês, a alunos que mal dominam o português. 
Perfil Facebook

José Sequeira a 05.09.2020

Meu caro, é evidente que o curso não é para portugueses. Tal como este país não é para pessoas atentas. Os cães até nem ladram, mas não é por isso que a caravana não deixa de passar a toda a velocidade. Cumprimentos
Sem imagem de perfil

Carlos Sousa a 05.09.2020

Os cães não ladram porque ainda têm comida, mas quando se acabar a comida não sei se a caravana vai passar.
Perfil Facebook

José Sequeira a 05.09.2020

LOL A comida pode acabar para nós ... mas estes já cá andam há 2 mil anos e têm resisitido a tudo
Perfil Facebook

João Pereira a 06.09.2020

Os cães e os humanos já cá andam há  muito mais de 2 mil anos !!!!
Há escrita há cerca de 5 mil anos (cuneiforme; hieroglifica, etc.), claro que enquanto alguns povos estavam na fase a que chamamos história (havendo escrita), outros estavam na mesma altura na pré-história.
-Por isso 2 mil anos (referido no comentário supra publicado) é um período de tempo muito escasso, na existência de humanos, cães, etc.       
Perfil Facebook

José Sequeira a 07.09.2020

Meu caro, lamento não ter sido claro e explícito ... os 2.000 anos que mencionei referem-se "à católica" ... Igreja claro. Ficamos por aqui. Obrigado. Cumprimentos. 
Perfil Facebook

João Pereira a 06.09.2020

No curso de Medicina da Universidade do Algarve, muitos temas e aulas são ministradas em inglês.  E praticamente os alunos são todos portugueses.
É que nas provas de admissão a esse curso no Algarve, há provas em inglês.
Quem não domina razoávelmente o inglês não é admitido.
Em regra os bons alunos do ensino secundário dominam bem o inglês.
A Medicina é global e os tratados (livros) de medicina são na sua maioria em inglês. Depois há traduções em espanhol,  em lingua portuguesa a tradução é brasileira, o que por vezes é melhor ler em espanhol.
Os congressos internacionais de medicina são em inglês e não em alemão.
A globalização tornou o inglês a língua mundial.
Perfil Facebook

João Pereira a 06.09.2020

Por exemplo os congressos de medicina internacionais  são em inglês e não em alemão.   -Os  tratados (livros) de medicina são na esmagadora maioria em inglês.
-Não se fazem traduções em Portugal, desses volumosos tratados, pois não são viáveis a nível económico dado o baixo número de alunos no nosso país e não dá para exportá-los para outros países, traduzidos em português.


Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Também conta como currículo para se candidatarem à OMS ?
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Qual é a surpresa?Actualmente a maioria dos cursos superiores, ou pelo menos os últimos anos são dados em inglês na maioria das escolas portuguesas.Quem não tinha média para entrar em medicina em Portugal tinha como uma das principais alternativas, a Republica Checa, onde as aulas são dadas em inglês.Será que querem limitar os cursos de medicina a alunos que tem médias altas mas que em alguns casos não tem o perfil psicológico ajustado ao exercício da medicina? Ou seja ,muito inteligentes mas péssimos médicos.
Sem imagem de perfil

JS a 05.09.2020

Ora,mais um texto atrasadinho e de visão curta à velhos do Restelo. Seria bom saber que varios países,desde ha muitos anos , têm no "turismo" educativo uma fonte significativa de receitas e motor de evolução no desenvolvimento. Por exemplo, nos EUA. Seria bom, portanto, que em vez de nos queixar-mos porque só temos um curso de medicina privado, porque não temos mais,tanto em inglês, como português, etc. Ficariamos ou ficaremos todos a ganhar!
Já agora,deixem o argumento da segurança dos pacientes, porque muitos dos médicos que vieram falar disso foram aqueles que entraram com médias miseraveis e passagens administrativas depois do 25 de Abril.
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Em contrapartida os ingleses prometem vir a ser tratados em Portugal. É mais barato e a língua é a mesma. E já agora, o Algarve é muito mais perto. Grande ideia!
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Que novidade. Nos EUA, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul ou Quénia, por exemplo, os cursos de medicina não são leccionados em inglês? Então qual a novidade!...
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

nesses países toda a gente fala inglês, não?
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Não compreendeu a ironia meu caro...
Sem imagem de perfil

Anónimo a 05.09.2020

Quando um veneno para o LIQUIDAR??????'

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D