Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Carta a Mafalda

por Miguel Bastos, em 30.09.20

mafalda.jpg

Olá Mafalda,
Sabes, tenho que te pedir desculpa. Ando, há meses, a prometer que te arranjo a lombada. Ela está descolada e eu, agora, estou desconsolado. Ah, e tens manchas de humidade que atravessam as mais de 400 páginas de "Toda a Mafalda". Parecem aquelas manchas que as pessoas de idade começam a ter. Sabes? Como é que é possível alguém como tu envelhecer? Só posso ser eu o culpado. Nestes dias, de grandes tensões internacionais, tenho pensado muito em ti. Como é que ficou aquela ideia de seres tradutora nas Nações Unidas? Desististe? É que davas um jeitão. Bem, não te maço mais. Deves estar mais triste do que eu. Vai lá mudar o mundo, mas só se te apetecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Millennial

por Miguel Bastos, em 30.09.20

rede.jpg

A verdade é que, apesar da minha idade, sinto que sou um "millennial". Vivo o dia-a-dia, despojado de grandes bens imóveis. Sei que tudo é movimento, tudo é viagem, tudo é precário, tudo é efémero. Troco a propriedade, pelo usufruto. Mas, claro, adoro tecnologias. E não vivo sem rede.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dançar o tango

por Miguel Bastos, em 29.09.20

Um tango argentino, de Piazzolla; na voz de uma jamaicana, modelo em Paris e cantora em Nova Iorque. Diz que são precisos dois, para dançar Libertango. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Valorizar o trabalho

por Miguel Bastos, em 28.09.20

trump.jpg

Em 2016, Donald Trump pagou 645 euros de impostos, revela o New York Times. Nessa altura, Trump era, apenas, um empresário de sucesso. 645 euros. Um ordenado mínimo nacional, em Portugal. Não admira que, com as dificuldades, se tenha candidatado a presidente. Isto só lá vai, quando se valorizar o trabalho e os trabalhadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O livro dos Maias

por Miguel Bastos, em 25.09.20

eça.jpg

"Já leste o meu livro dos Maias?", perguntou-me a Dona Tininha. "Ainda vou a meio, está a fazer-lhe falta"? "Não", respondeu-me, "mas gosto de o ver no móvel ao pé da televisão". A Dona Tininha tinha razão: ficava mesmo bem. A fazer conjunto com um outro, em tons de verde. Um verde floresta escuro, que contrastava com o bordô dos Maias. A uni-los, além da proximidade física, o dourado das letras e de umas riscas que separavam o nome do livro e do autor. O verde (não tenha a certeza) seria, talvez, "Uma família inglesa" de Júlio Dinis. Mas posso estar engando. Associo aquele verde a coisa inglesas: carros, sofás, uniformes dos colégios internos. Na volta, até era um "Amor de perdição", de Camilo. Mas esse, imagino sempre que deve ser vermelho. O móvel da Dona Tininha era de verga e tinha três prateleiras: na primeira, revistas da Crónica Feminina; na segunda, uma bonita lata de chá; na terceira, uma vasta biblioteca de dois livros, bonitos e preciosos. Despachei-me a ler o Eça. Sentia-me culpado, por fazer da casa da Dona Tininha um sítio menos belo do que o habitual.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cair a máscara

por Miguel Bastos, em 24.09.20

Lembram-se quando "deixar cair a máscara" era, apenas, uma expressão idiomática? Ai, que saudades...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fora do tempo

por Miguel Bastos, em 23.09.20

jeronimo.jpg

"Essa já foi fora do tempo", diz Jerónimo de Sousa, a sorrir. O secretário-geral acusa o toque, mas dá a vantagem ao infrator. Faz parte do jogo. A editora de política da Antena 1, Natália Carvalho​, tinha acabado de fechar a entrevista com um "Obrigado pela entrevista que, espero, não seja a última como secretário-geral do PCP". Jerónimo sorriu. Antes, tinha respondido à pergunta "Onde é que vai estar nos dias 3, 4 e 5 de Setembro de 2021?" com um "Espero que na Festa do Avante". "No palco, a discursar?", insistiu a jornalista, "Veremos quem será o secretário-geral". Jerónimo de Sousa acha que o atual Presidente da República quer impor um bloco central e admite votar contra o próximo Orçamento do Estado. Assume convicções firmes e posições que poderão ser contestáveis. Mas fá-lo sem gritar, com respeito pelos adversários. E sorri, quando podia fazer fita e atirar-se para o chão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Música orquestral

por Miguel Bastos, em 22.09.20

A música orquestral deve ser interpretada, em palco, por pessoas de meia idade, para uma plateia de gente culta, em países envelhecidos e ricos. Dificilmente, rapazes e raparigas jovens terão lugar numa orquestra como deve ser. Sobretudo, se forem pobres e latinos. Essa gente veste fato de treino, e é boa para bater palmas e tocar batuques, mas não para tocar numa orquestra. Por favor, não vejam isto até ao fim. Ainda vos dá vontade de dançar e, depois, lá fica o "comsommé" entornado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Benfica

por Miguel Bastos, em 17.09.20

benfica.jpg

Luís Filipe Vieira está preocupado: com o sistema de justiça; com o funcionamento dos media; com a opinião pública; com a qualidade da democracia; com o emergência do populismo e da demagogia; com os princípios do Estado de Direito; com as conquistas de Abril. Luís Filipe Vieira é candidato à presidência. Do Benfica.

[Foto: Rodrigo Antunes - Lusa]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Figura de Ursula

por Miguel Bastos, em 16.09.20

ursula.jpg

Procurei a definição de "fazer figura de urso". A Infopédia explica que é "comportar-se de forma ridícula, ser alvo de troça". Procurei, também, "fazer figura de Ursula", mas não encontrei definição. Acho que é o contrário da primeira. Não sei se vai chegar aos dicionários, mas, depois do discurso de hoje, espero que chegue aos livros de história.

[Foto: Reuters/Y. Herman]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D