Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Bater, não é normal

por Miguel Bastos, em 03.06.15

bater e normal.jpg

 

A manchete do JN diz-nos, hoje, que os “Jovens consideram normal violência entre namorados”. O subtítulo aprofunda: “27% dos jovens consideram normal a violência psicológica no namoro e 13% legitimam a violência física” E conclui: é “Alarmante”. Pois é.

 

Descreve-se Portugal como um país de brandos costumes. Mas temos ditados como “Quanto mais te bato, mais gostas de mim” e “Entre marido e mulher ninguém mete a colher”. Há quem diga, que isso era no tempo da outra senhora. Há quem diga, que agora é que não há respeito.

 

- O que é que posso fazer com a Sofia? - pergunta Harpo.

- Bate-lhe! - responde-lhe Celie, habituada a apanhar do marido.

A cena é do filme A Cor Púrpura. É um retrato americano do início do século XX. Celie era violada pelo pai, que lhe tirou os dois filhos que lhe fez. Depois, pelo marido, que lhe tirou a irmã. Mais tarde, ajudada por outros personagens, Celie vai tomando consciência da sua situação e, no final, emancipa-se.

 

Parece uma tragédia tão distante, tão antiga - com negros, violência, discriminação racial e sexual. Pois, mas não é. É aqui. E é agora.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D