Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Discos perdidos

por Miguel Bastos, em 01.03.24

agnetha.jpg

Há 20 anos, Agnetha Fältskog, dos ABBA, editou o disco "My colouring book". O título remete para os livros de colorir, da infância. O disco remete para as canções e os cantores que Agnetha ouviu na infância e que lhe moldaram o gosto. Encontramos, aqui, "crooners" dos anos 50, pioneiros do rock and roll e estrelas da pop dos anos 60. E canções de um tempo em que os autores não eram, necessariamente, os intérpretes. Em que as canções eram partilhadas por diferentes cantores. Em que as canções viajavam entre países, eram traduzidas, recebiam letras novas ou arranjos novos para se adaptarem aos intérpretes - por vezes, tão diferentes, que pareciam canções novas.

E é, assim, que encontramos "Fly me to the moon", em ritmo bossa nova, numa versão mais próxima de Julie London do que de Franka Sinatra. Ou "Love me with all of your heart", original dos cubanos Los Hermanos Rigual, que Agnetha canta num registo próximo da versão de Petula Clark , mas que a generalidade dos portugueses conhece na voz de Marco Paulo (Sempre que brilha o sol naquela praia... sinto o teu corpo vibrar dentro de mim...). E é, assim, que ouvimos "What now my love", canção de Gilbert Bécaud que tem dezenas de versões (não estou a exagerar) e que o mundo anglófilo conhece nas vozes de Shirley Bassey, Sinatra (ele, de novo) ou Elvis Presley. Grande parte dos arranjos de "My colouring book", são típicos da época das canções. Mas, na última canção ("What now my love", precisamente), a sonoridade é mais contemporânea. Ao ponto de ter procurado a ficha técnica, pensando que iria encontrar os U2 ou, pelo menos, a dupla Brian Eno / Daniel Lanois.

Infelizmente, o mundo, sempre atento a mais uma compilação dos ABBA, não reparou em "My colouring book". Mais um disco perdido. Mas pronto para ser descoberto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Masculina

por Miguel Bastos, em 29.02.24

casa de banho.jpg 

Casa de banho masculina, no museu dos ABBA, em Estocolmo.
É coisa de homem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um corpo de sonho

por Miguel Bastos, em 28.02.24

"Ganhe um corpo de sonho", disse o anúncio, a oferecer um conjunto de estratégias e exercícios a um preço imbatível. "Um corpo de sonho". Segui a receita e resultou. Fiquei com um corpo de sonho. De sonho! Depois, acordei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

É o bicho

por Miguel Bastos, em 27.02.24

vamos a votos.jpg 

O coelho, o lobo mau e os pássaros do sul. A campanha está na rua. E está na rádio. "É o bicho!", dizem, "É o bicho!" Para devorar, aqui.

https://www.rtp.pt/play/p12841/e750985/vamos-a-votos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Salamaleques de avô

por Miguel Bastos, em 26.02.24

O avô era comerciante, de profissão; e comediante, por vocação. Apesar de amador, neste campo, usava as técnicas dos profissionais: escolhia um alvo e não largava o osso. Dessa vez, escolheu a primeira licenciada da família e carregou no formalismo e nos salamaleques:
- Sô Tora, obrigado por nos ter brindando com a sua elegância.
A "doutora" sorria.
- E não me refiro, apenas, à escolha da indumentária, mas também da excelente forma física em que se encontra.
A "doutora" tentava disfarçar algum embaraço.
- Permita-me que lhe sirva um copo de vinho. Espero que este bairrada de reserva esteja à altura da sua fineza.
- Obrigada.
E, depois, outro. E, ao terceiro:
- É melhor, não, que eu não estou habituada a beber.
- Pois eu diria que este bairrada devolve, a Vossa Excelência, a cor exigida pela beleza do seu rosto.
- Já percebi que estou a ficar muito corada.
- Eu diria "coradinha", uma cor que lhe realça a nobreza, que lhe é natural.
É, então, que o tio se aproxima:
- Ó avô, não seja chato!
- Estou só a garantir que a doutora não passa sede, já que você não tem essa preocupação.
E, virando-se para a "doutora" solta um:
- Permita-me só um bocadinho.
- Mas só um bocadinho!
O tio volta à carga.
- Ó avô, não vê que a menina não quer mais vinho.
O avô não perde o tom.
- Fique a saber, cavalheiro, que "a menina", como diz, já é "doutora".
- Mas está a ser chato, avô, não vê?
É, então, que o avô muda de tom.
- Chato és tu. Sempre a interromper... e digo-te mais...
Volta-se para nós, pisca o olho e vira-se, de novo, para o tio.
- ... e digo-te mais: se não estivesse aqui a doutora, chamava-te cabrão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem usa calças?

por Miguel Bastos, em 23.02.24

saias.jpg

"Ai, dizem que, lá em casa, é ela que usa calças!" Pois, mas quem é que arruma as saias, quem é? Pois é. Só para saberem quem é que manda!  
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chocolate belga

por Miguel Bastos, em 21.02.24

- Então, Vera, a comer chocolates?!
- Pois estou, Miguel. São belgas. Deliciosos.
- Então, e a dieta?
- Acaba de ser interrompida. São muito bons.
- Pois, mas engordam.
- Ai, acho que vou comer a caixa toda!
- Então, anda dias e dias sem comer e, agora, é isto?
- Qual é o problema?
- O problema é que vai voltar a engordar.
- Mas são tão bons!
- Mas engordam na mesma, Vera.
- Ah, mas eu só engordo com coisas boas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Joalharia

por Miguel Bastos, em 20.02.24

felt.jpg 

Este disco custou-me 1 650 escudos. Pouco mais de 8 euros, há mais de 30 anos. Uma fortuna, portanto. Nessa altura, a rádio não me pagava um salário - dava-me uma mesada, que eu trocava por joalharia rara. Neste caso, guitarras de filigrana; canções artesanais, sussurradas na voz e cosidas à mão. Imperfeitas. Rarefeitas. Três, de cada lado. Meia hora de música, apenas. Tempo que eu multiplicava, trocando de lado, tocando até à exaustão. 

Em menos de 10 anos, os Felt editaram 10 discos. Uns, mais parecidos com os outros. Outros, mais diferentes dos outros. Todos bons. Este foi o primeiro deles. E foi, também, o meu primeiro. Raro, caro. E precioso, claro!

Música, aqui:

https://youtu.be/rnr95fuXbAk?si=cH5rB0b-nMe9JEdM

Autoria e outros dados (tags, etc)

Refogado 

por Miguel Bastos, em 19.02.24
- Ó pai, sabes o que é um refogado?

- Sei. E tu, sabes o que é?

- Sei. É alguém que se afogou duas vezes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Seiji Ozawa

por Miguel Bastos, em 09.02.24

ozawa.jpg 

Morreu Seiji Ozawa. O maestro japonês tinha 88 anos. Estudou com Herbert von Karajan, em Berlim; foi assistente de Leonard Bernstein, em Nova Iorque; dirigiu algumas das maiores orquestras do mundo, pelo mundo.
Esta tarde, na Antena 2, recordei a cerimónia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno do Japão, em 1998. Primeiro, começou por dirigir o coro e a orquestra, no palco. Depois, apercebemo-nos que havia milhares de cantores, nas bancadas do estádio. Finalmente, juntaram-se vários coros, espalhados pelo mundo: na Ópera de Sydney; na Porta de Brandemburgo, em Berlim ou na Sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.
Foram milhares de vozes, a cantar Beethoven. E milhões de olhos, a acompanhar Seiji Ozawa, de ouvido.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2024

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D